A loucura do Evangelho

Cidadãos do Reino
18 de maio de 2022
Reforma protestante
31 de outubro de 2022
“Certamente a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós que somos salvos, poder de Deus… aprouve a Deus salvar os que creem pela loucura da pregação… nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios… porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens”

Com estas palavras o apóstolo Paulo fez a abertura da sua primeira carta aos Coríntios. O uso enfático do substantivo “loucura” pelo apóstolo pode nos causar estranheza. Como chamar a maravilhosa notícia do evangelho de loucura? A resposta é que Paulo está, na verdade, fazendo uma grande ironia.

Paulo está escrevendo aos cristãos da cidade grega de Corinto, uma das maiores cidades daquela época. Um lugar que estava impregnado pela cultura racional grega, sobretudo, a valorização das tradições filosóficas e retóricas. Ele mostra, então, que o evangelho, a revelação de Deus em Jesus, e a salvação proporcionada pela morte e ressurreição de Jesus, nada disso fazia sentido na lógica helenista. Do ponto de vista da razão e do senso comum, era um absurdo.

E, tampouco, o evangelho fazia sentido para os judeus. Como crer em um Messias crucificado? É algo escandaloso. Mas é exatamente este o ponto que Paulo quer destacar. Não é possível compreender o evangelho à parte da cruz. O evangelho é Jesus, morto na cruz e ressuscitado. E essa verdade ultrapassa os limites da razão e da religião. Os parâmetros humanos não são suficientes para compreender o que Deus fez por nós em Jesus. Por isso, só pode ser considerado uma loucura.

Uma loucura que contradiz tudo aquilo que a sociedade valoriza. Inverte valores. Revoluciona. A partir daí, Paulo vai mostrar aos moradores de Corinto, e também a cada um de nós do século 21, que a proposta do evangelho não é oferecer um tipo de espiritualidade que você consegue acomodar na vida que você já tem. O evangelho centrado na cruz é algo que faz nossa vida virar de ponta-cabeça. Nada mais permanece como antes. Tudo precisa ser redefinido. Atitudes, pensamentos, sentimentos.

O evangelho da cruz é algo que nos surpreende, supera expectativas e o seu poder bagunça a nossa vida. Porque o normal é nossas vidas estarem estruturadas segundo a ordem deste mundo. Seguimos os padrões. É, por isso que, em primeiro lugar, o evangelho desorganiza, desconstrói, bagunça, para que depois, em um segundo momento, possamos em Cristo reorganizar a nossa vida, sob o paradigma da cruz, ou seja, aos olhos do mundo, sob o paradigma da loucura.

É essa bagunça abençoada que nós queremos causar na sua vida através dessa nova série de mensagens. A LOUCURA DO EVANGELHO! Nossa oração é que o Espírito Santo conduza você a descobrir ou redescobrir essa maravilhosa loucura que é graça de Deus, bagunçando suas convicções, seus valores, seu estilo de vida, te levando a uma nova realidade de vida, a uma nova realidade espiritual, uma realidade na qual o Cristo morto e ressurreto seja o seu fundamento.

A partir do mês de setembro, todos os domingos às 10h e 19h30min, no auditório do Parque das Águas Empresarial, com transmissão pelo YouTube, e disponível no formato podcast pelos principais agregadores.

Que o Senhor nos abençoe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.